fbpx

Há cerca de uma semana partilhei, na minha página de Facebook, o testemunho de uma paciente que tratei, no final da gravidez.

Deixo-vos esse testemunho novamente:
“Com a aproximação do fim da minha gravidez, comecei a ter vontade de antecipar o momento, porque já começava a sentir um certo desconforto e porque estava ansiosa por conhecer o meu filho!
Queria que ele nascesse mas para mim a ideia de passar o dia no hospital a andar pelo corredor enquanto induzia o parto não era opção. Então procurei outros métodos e encontrei o Dr. Nuno Barbosa.
Marcámos uma sessão que incluiu uma massagem relaxante (arrependi-me de não ter feito mais e mais cedo!) e acupuntura, a fim de induzir o trabalho de parto.
No final desse mesmo dia, comecei com contracções. A partir daí, tudo se desenrolou naturalmente e o meu filhote nasceu às 4h15 da manhã, parto normal.
Por isso, agradeço ao Dr. Nuno e recomendo vivamente!”

 

A gravidez é um momento muito especial para as futuras mamãs. No entanto, é também um período de muitas mudanças, inseguranças, dúvidas e algum desconforto físico.

A forma como esta fase é vivida varia muito de grávida para grávida. Não falo apenas das questões físicas, como os enjoos ou o sono, mas também das questões psicológicas, como a ansiedade ou alterações de humor.
No entanto, uma coisa é comum: a vontade de que tudo corra pelo melhor, para mãe e filho.

A Medicina Chinesa pode actuar nas vertentes física e psicológica, equilibrando o organismo, o que irá favorecer um desenvolvimento tranquilo do bebé.

A acupuntura ou a massagem tuiná são duas das opções de tratamento disponíveis, evitando, em alguns casos, o uso de medicação.

A Medicina Chinesa trata:

1° trimestre:
– Enjoos
– Desconforto
– Azia
– Diminui as probabilidades de aborto espontâneo

2° e 3º trimestres:
– Edemas das pernas e dos pés
– Dores lombares
– Tensão muscular
– Dificuldade em andar

Além do sintomas físicos, pode também tratar:
– Ansiedade
– Alterações de humor
– Stress
– Insónias

Se a mamã estiver calma, essa tranquilidade passa para o seu bebé, que terá um desenvolvimento mais sereno.

Além de ser uma grande ajuda no alívio de alguns sintomas da gravidez, a Medicina Chinesa também pode facilitar todo o processo do parto, tornando-o menos desgastante e cansativo, diminuindo a dor das contracções.
Segundo um estudo da Universidade Duke, dos EUA, a acupuntura também diminui a dor após uma cesariana, bem como as doses de analgésicos necessárias para a recuperação.

Após o parto, a Medicina Chinesa actua também em algumas situações:

– Baby Blues (uma tristeza/melancolia que afecta a mulher após o parto, podendo durar dias ou semanas)
– Depressão pós-parto (normalmente, é algo que dura mais tempo que o Baby Blues, com sintomas mais intensos)
– Hipogalactia (produção insuficiente de leite)
– Mastite (endurecimento da mama)
– Dificuldades urinárias e obstipação
– Dores articulares
– Peso a mais

A Medicina Chinesa não substitui, naturalmente, o acompanhamento médico tradicional, mas é uma forma de complementar e promover uma gravidez mais serena e saudável, assim como um pós-parto que permita à recente mamã sentir-se bem, para que possa desfrutar da melhor forma do seu bebé 🙂

Facebook Comments

Clínica Nuno Barbosa - Rua da Quinta do Charquinho 13D, 1500-530 Lisboa, Portugal

Morada

Rua da Quinta do Charquinho 13D, 1500-418 Lisboa, Portugal

Social

Consultoria Digital & Web Design por Seize Your Biz | Nuno Barbosa - Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade

Pin It on Pinterest